Help – não te julgo, te ajudo! Com esse lema voluntários e voluntárias prestam apoio a pessoas que sofrem com depressão, traumas, complexos, abusos, agressões físicas e verbais. Além disso, todos os meses são desenvolvidas campanhas com a finalidade de prevenir e combater o avanço dos problemas relacionados a saúde mental. 

O projeto

Em 2018, o Help foi lançado na Bahia, desde então, alcançou todos os estados do Brasil e posteriormente o exterior. De acordo com Juliana Oliveira, coordenadora do projeto em Cruz das Almas “o Help existe há exatamente 2 anos aqui nessa cidade, mas também está presente em todo Brasil e em alguns países, disponibilizando atendimentos onlines e presenciais. Para ter acesso ao serviço basta entrar em contato conosco e a partir daí a pessoa será acompanhada por um de nossos voluntários”, explicou Juliana.

Entretanto, durante esse mês de setembro os voluntários e voluntárias desse projeto desenvolvem ações especiais para combater e prevenir o suicídio. Seja por meio das redes sociais ou presencialmente com o “cantinho ou dia do desabafo”. De acordo com o site do Help o objetivo é através dessas ações chamar a atenção da sociedade para esse tema tão delicado.

Assim, neste ano de 2021, Juliana Oliveira destacou que serão distribuídas 1.000 cartas em cidade de Cruz das Almas. Segundo ela “nessas cartas estão palavras de apoio, incentivo e frases motivacionais que trazem esperança para aqueles que podem ou não estar pensando no suicídio. Assim como uma palavra pode colocar alguém para baixo uma palavra também pode salvar uma vida”, destacou a coordenadora do projeto.

Suicídio no Brasil

Infelizmente, a cada ano cerca de 12 mil pessoas tiram a própria vida no Brasil, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o suicídio é a causa da morte de 800 mil pessoas anualmente. Esses números são assustadores e colocam essa questão como um grave problema de saúde pública.

Segundo informações do site da Sesab, na Bahia entre 2010 a 2019, foram notificados 8.833 casos de lesão autoprovocada. Desses, 5.160 foram suicídio. Em 2020, até o mês de setembro foram contabilizadas 369 ocorrências.

Onde buscar ajuda?

Uma notícia impactante é que a OMS afirmou que o suicídio tem prevenção em 90% dos casos. Na Bahia a lei 10.216/2001, estimula a permanência do doente mental em casa, recebendo tratamento nos Centros de Atenção Psicossocial, os Caps.

Outra alternativa é procurar o Centro de Valorização da Vida (CVV), que promove apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo de forma gratuita quem quer e precisa conversar, seja pelo telefone 188, e-mail e chat, diariamente, disponível no site oficial do Centro.

Já o contato com o projeto Help é feito por meio do número da central de atendimento: (11) 4200-0034 (WhatsApp), pelo instagram: @help.fju ou pelo site oficial.

Texto: Ivana Moreira / Repost: Bahia Recôncavo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *