O prefeito Bruno Reis afirmou nesta terça-feira (14) que ainda está cedo para falar da realização do Carnaval, mas destacou que Salvador tem condição de organizar a folia no prazo de três meses e que discussão terá início em outubro. A fala aconteceu durante evento de apresentação de um app que vai oferecer um “passaporte da vacinação” para cidadãos de Salvador.

“Vamos aguardar o mês de setembro”, disse Bruno, citando preocupação com a variante delta, que já teve casos registrados na Bahia. “No início de outubro, vamos começar a dialogar com setores envolvidos. A prefeitura tem condições de realizar um Carnaval em 3 meses”, garantiu. 

“O setor precisa de um tempo mínimo para organizar a festa, então nós vamos discutir como será esse Carnaval. Fizemos essa discussão no ano passado e tomamos a decisão de não realizar. Depois, vimos que foi uma decisão acertada diante do avanço da pandemia no mês de fevereiro. Agora, vamos fazer o mesmo processo e espero que a realização seja possível, tanto do Carnaval quanto do Festival da Virada, festas tão importantes para a nossa cidade”, acrescentou Bruno Reis.

Em agosto, de olho na volta de eventos e também, a longo prazo, nas grandes festas de Salvador, a prefeitura organizou um evento teste no Centro de Convenções. 

O modelo do carnaval de Salvador de 2022 ainda é incerto, mas as autoridades já deram algumas pistas – ele pode ocorrer em espaços fechados. Segundo o presidente da Empresa de Turismo de Salvador (Saltur), Isaac Edington, o formato da festa deve seguir o do Festival da Virada, anunciado pelo prefeito. Serão cinco dias de festa, de 29 de dezembro a 2 de janeiro, no Centro de Convenções, mesmo local onde será realizado o evento-teste. 

Fonte: Correio 24 horas / Repost: Bahia Recôncavo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *