Arquivo Pessoal/Reprodução

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) condenou o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) a indenizar em R$ 5 mil uma mulher que estava na plateia do Programa Silvio Santos e foi vítima de comentário considerado racista. A fala foi feita pelo humorista Alexandre Porpetone, que interpreta o personagem Cabrito Tévez. De acordo com a decisão, o caso se encaixa em danos morais. O SBT e o humorista ainda podem recorrer da decisão.

O caso aconteceu durante o quadro de perguntas Jogo dos Pontinhos, no Programa Silvio Santos, quando Alexandre Porpetone, (Cabrito Tévez), fez comentário sobre o cabelo de uma jovem que estava na plateia.  “A mulher que está com um espanador na cabeça acertou”, disse Porpetone se referindo ao cabelo crespo, volumoso e ruivo da garota.

Com isso, a jovem processou o programa e o humorista, exigindo indenização de R$ 50 mil, além de pedido de desculpas pública. A piada foi considerada de conotação racista, segundo ela. No entanto, o processo foi recusado na primeira instância. Ao recorrer da decisão, o TJ condenou o SBT por danos morais, com indenização de R$ 5 mil acrescida de juros e correção monetária desde o início do processo.

Fonte: Bahia Recôncavo 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.