Sem quórum, colegiado adia processo contra Lúcio Vieira Lima

Politica

Mesmo com o registro da presença de, pelo menos, 400 deputados na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira, 27, o Conselho de Ética da Casa não conseguiu quórum mínimo de 11 integrantes para abrir a reunião para apresentação de relatório preliminar do processo contra Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) e outros três deputados que estão presos  – Paulo Maluf (PP-SP), Celso Jacob (MDB-RJ) e João Rodrigues (PSD-SC). Apenas nove registraram presença.

O presidente do Conselho, o deputado federal Elmar Nascimento (DEM-BA), atribuiu as faltas, em um primeiro momento, ao feriado da Semana Santa, mas foi alertado quanto à presença registrada em Plenário.

“Cada um vai ter que assumir a sua responsabilidade, garanto que em todas as reuniões semanais que convocarei, estarei presente”, afirmou o baiano, que entende que é uma obrigação a participação nas reuniões convocadas.

Elmar Nascimento avalia que o adiamento da leitura do relatório deve atrapalhar os andamentos dos trabalhos no Colegiado, que, segundo ele, conta com um “grande número” de representações em andamento.

Nesta terça, o Conselho de Ética instaurou processo por quebra de decoro parlamentar contra três deputados: Érika Kokay (PT-DF), Ivan Valente (PSOL-SP) e Jean Wyllys (PSOL-RJ).

*

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na Programação Santa Cruz FM 87.9 baixe nosso aplicativo aqui!, Siga-nos nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram!

Deixe uma resposta